domingo, 8 de fevereiro de 2009

Blogueiros que abordam o cotidiano de suas comunidades ganham pauta no site Viva Favela.







A matéria foi publicada ano passado no site Viva Favela (Viva Rio) quem escreveu foi Renata Sequeira" e fotografias de "Fábio Café" , mais vale a pena fazer uma Réplica aqui , o assunto esta atual demais ! no final do texto postei o LINK de acesso para a matéria original no Site VIVA FAVELA.

Os blogs quando surgiram eram considerados uma moda passageira entre os adolescentes. Hoje, são mais de 40 milhões espalhados pelo mundo virando uma importante ferramenta para registrar o dia-a-dia e a cultura de diversos lugares. No Rio, muitos moradores de favelas descobriram o potencial de comunicação dos blogs e vêm usando esses espaços para divulgar suas comunidades através textos, fotos e vídeos.

Cidade de Deus, Maré e Santa Marta são algumas favelas retratadas por jovens como Michel Fernandes, Francisco Valdean e Pierre Ávila que dedicam parte de seu tempo atualizando os blogs: “A voz da Cidade de Deus”, “Cotidiano” e "Aos pés da Santa Marta”, respectivamente.

“Eu sempre gostei muito de escrever e, como morador da Cidade de Deus, sentia que eu podia criar um canal que mostrasse as coisas positivas que acontecem na favela. É comum ouvir de moradores que aqui não acontece nada de bom. A idéia é usar o blog para mostrar o contrário”, afirma Michel.

Domingo é dia de publicar material novo e para se manter informado ele procura notícias sobre a Cidade de Deus através de sites. “Em julho, por exemplo, coloquei as datas das visitas dos candidatos à prefeitura do Rio. Quando Michelle Silva Lima morreu, vítima durante uma ação policial quando estava lavando roupa dentro de casa, eu coloquei informações que só uma pessoa de dentro poderia ter. O blog teve muitas visitas por causa disso”.

Segundo ele, um dos motivos para a criação do blog foi uma entrevista da rapper Nega Gizza falando sobre novas tecnologias. “Eu ouvi a Nega Gizza dizer que precisava atualizar o blog dela e fiquei interessado no assunto. O primeiro passo foi procurar sites que me ajudassem a criar uma página. Existe um vasto material de apoio, com explicações e o passo a passo”, explica.

Maré na rede



Ele morava em Cachoeira Grande, no Ceara, e veio para o Rio viver com a mãe, quando tinha 15 anos de idade. Hoje, aos 27 anos, Francisco Valdean escreve o blog “Cotidiano”, que fala sobre a favela da Maré, onde mora. Criado em 2006, o espaço surgiu como uma forma de divulgar de imagens que ele produzia para o projeto Observatório de Favelas, mas com o passar do tempo a página foi ganhando mais interatividade através de vídeos e textos. Entre os vídeos selecionados é possível imagens da comunidade de 1981. “De vez em quando eu escrevo alguma coisa sobre Ciências Sociais. Falo de coisas de fora comunidade, mas partindo da Maré. Procuro dar uma cara mais local”.

Para Valdean, o blog é uma ótima oportunidade de “documentar a história” e a internet é uma ótima ferramenta de inclusão. “Infelizmente a maioria dos moradores da Maré não tem computador em casa e usam lan houses. Aqui deve ter uma média de três lojas em cada rua”, explica.

Na tentativa de mostrar outras possibilidades de uso da internet, Valdean participou de uma oficina, com jovens entre 14 e 20 anos de idade. “O legal é que tive a oportunidade de conhecer outras pessoas, como uma galera do Vidigal e até mesmo um repórter”.

Quem também usa o blog para relatar o que acontece no projeto onde trabalha é Pierre Ávila, do morro Santa Marta. Todos os eventos realizados na favela, pelo projeto “Aos pés do Santa Marta” são colocados no blog. “O blog, além de ser uma espécie de arquivo, com fotos dos eventos Dia Internacional da Paz, Dia do Trabalhador, entre outros, também é uma forma das pessoas, que não moram na favela, conhecerem o trabalho desenvolvido aqui”, diz Pierre, que já foi morador do Santa Marta.

Além das fotos dos eventos, o internauta pode conhecer melhor as aulas de música, que acontecem com os jovens da comunidade. “O blog é uma oportunidade de mostrar que fazemos música de boa qualidade. Nosso intuito é que outros artistas da comunidade, e não apenas quem participa do projeto, possa mostrar o trabalho, através do blog”. São cerca de 1000 mensagens que Pierre manda por e-mail. “Todo evento, nós colocamos as fotos no blog e mandamos para a lista de e-mails”, mostrando que para transformar um blog em referência é preciso muita disposição e criativida

"> >>Viva Favela

Nenhum comentário:

Como voce descobriu esse Blog ?

Inscreva-se

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner